segunda-feira, 6 de abril de 2009

O HOLOCAUSTO NUNCA EXISTIU...


O Holocausto nunca existiu, como podem ver na imagem, existia apenas uma escola de adestramento de cães, aliás muito interessante e com imenso valor pedagógico. Em Portugal, dever-se-iam implementar o ensino destes canídeos para auxiliar o mui nobre exercício dos Professores Titulares, na implementação da devida disciplina nas Escolas deste país.
Os animais deveriam estar ensinados para fiscalizar entradas, corredores e salas de aulas, mordendo em todos os alunos que se portassem indevidamente, bem como aos encarregados de educação e outros.
O Cão pode tornar-se um útil ajudante do sistema de ensino e a sua manutenção é extremamente aceessível, bastar-lhe-ia dar os restos da óptima comida dos refeitórios.

15 comentários:

Maria Estrela disse...

Afigura-se-me que os cães farão mais falta na A.República e na 5 de Outubro.
Como o exemplo vem de cima seria, à posteriori, muito mais fácil,o exercício do poder disciplinar nas escolas.

Grão-Titular disse...

Exactamente, sendo que possivelmente encontraíamos por aí bons sementais, rafeiros mas que mordem bem...

Lina disse...

O que é que o holocausto tem a ver com o resto do post? Não é brincar com coisas sérias de mais?

Grão-Titular disse...

Nós nunca brincamos, somos Titulares...

raivaescondida disse...

Gostava de saber o que neste país se considera sério e mesmo no Mundo.
O que é sério e o que é mentira?
Já tinha pensado em comprar um cão para realizar essas tarefas mas será que podem entrar na escola? Embora gaja por lá ca~es de duas patas.

Afonso Henriques disse...

Caso os cães não sejam suficientes ou inaptos desenterre-se a padeira de Aljubarrota!

Grão-Titular disse...

Ou mesmo o Adolfo Hitler... Não havendo essa possibilidade, talvez seja de aproveitar os ex-SS ainda vivos para nos darem a devida formação. Olhem, eu conheço um...

Anónimo disse...

Ó Lina, é impressão minha ou és um nadinha bronca?

Grão-Titular disse...

Mais acrescento que é um Santo Homem... Ele é que sabe...

Anónimo disse...

Nem o holcausto, nem o Hitler, nem Franco ou Salazar.
Agora Sócrates existiu e, pasme-se, continua a existir.

Anónimo disse...

Fico pasmado com a qualidade (?) destes comentários. Vocês são todos parvos ou têm um problema de consaguinidade?

Anónimo disse...

Anónimo amigo, não é bom visitar este bloguinho e ver-vos a serem agressivos com o grãozinho ignorante. Não vos permito tal desaforo. Cuidem dele. Ele é mesmo básico e ignorante...mas é lindo!

Isabel Magalhães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Vão para a puta que os pariu bando de nazistas escrotos!!! Eu mataria a pancadas um por um de vocês... bando de vermes... o Holocausto nunca existiu?????? estão de piada,
bandos de filhas da puta, vivem em que mundo bando de anencefalos, ... Adolf Hitler, venero ele do mesmo modo que venero a merda do meu cachorro, seus bando de filhas da puta,
se não gostarem do que eu falei, meu email é up_down_leaft_right@hotmail.com ai podemos marcar uma aulinha, para eu vos ensinar um pouco mais sobre holocausto, o que me dizem bandos de vermes?!

Fabio Ferraz da Cunha disse...

Se existiu ou não, eu não sei, mas uma coisa é verdade, na guerra ou nas crises mundiais quem sofre é sempre os mesmos: os pobres, pode ser judeu ou alemão, brasileiro, americano, etc, a burguesia só fica olhando de longe, quem é que vai pra guerra? É sempre o pobre, os ricos ou filhos de rico ficam no quartel ou talvez nem isso. Eu não vejo diferença entre judeu, alemão, americano ou brasileiro, a diferença está entre as pessoas gananciosas e não gananciosas, é lógico que não é todo rico que é ganancioso, enfim, guerras e crises são causadas pelos gananciosos e o pobre é que paga!