sábado, 28 de março de 2009

Alimentação saudável – Os Ovos


Em geral, chama-se ovo o produto que se forma nos ovários das fêmeas dos animais e no qual está o gérmen que deve perpetuar a espécie.
Nas aves os ovos são compostos de um invólucro calcário de cor variada, contendo muitas membranas e um líquido albuminoso transparente, a clara, no meio da qual se acha suspenso um globo de cor amarela, a gema.
A maior parte dos ovos postos pelas aves domésticas servem de alimentação. Os ovos da galinha são aqueles cujo consumo é mais considerável. O seu tamanho varia consideravelmente. Comem-se de diversas maneiras, desde crus a cozidos, fritados ou escalfados. As claras de ovos crus constituem um bom remédio contra a diarreia: administram-se em bebida, misturadas com cozimento de linhaça ou de arroz e açúcar; dão-se também em clister. Os japoneses comem um ovo quase todos os dias.
Os portugueses parecem não saber utilizar os ovos devidamente. Por isso, estas recomendações e uma advertência muito importante: os ovos não são para atirar às pessoas, muito menos à cabeça da Srª Ministra da Educação e seus lacaios.

24 comentários:

BULIMUNDA disse...

http://bulimunda.wordpress.com/2009/03/28/ode-ao-politico-portugues/

Lina disse...

Isto só acontece porque se nomeia uma ministra que não é titular; se o fosse outro galo cantaria!

Grão-Titular disse...

Talvez, nisso, tenha razão, deveria ser Titular, mas não se devem arremessar ovos à Ministra da Educação.

Anónimo disse...

Principalemnte agora na Páscoa que tanta falta fazem aos folares.

Anónimo disse...

Principalmente, vou escrever vinte vezes. Um Titular não pode dar erros!

Anónimo disse...

A ministra passa a ser a Titular do maior consumo de ovov do país. Está feito!

Maria Estrela disse...

Manual de etiqueta e de protocolo a ter em conta nas próximas visitas de sa Ex.cia, a Senhora Ministra da Educação

Os jovens e as crianças perfilam-se alinhados à entrada do edifício escolar, de acordo com a sua altura.
As meninas vestem saia azul e blusinha branca, com soquetes brancos e um laço no cabelo, apanhado ligeiramente ao lado, para não tapar os olhos.
A mais loirinha e mais pequena leva um ramo de flores para a chegada da senhora Ministra.
Os rapazes, na fila de trás, vestem calções azuis, a baixo do joelho, camisa branca e apresentam-se com o cabelo impecavelmente cortado.
Todos abanam bandeirinhas nacionais!
Mal sua Ex.cia chegue a menina com as flores dá 2 passos à frente para lhas oferecer enquanto que os restantes cantam lindas canções que as senhoras professoras lhes ensinaram.
Mais atrás encontram-se as senhoras professoras, de imaculada bata branca e os pais que agradecem reconhecidamente o serviço da Educação Nacional.Não que sem antes os pais tenham retirado o chapéu e feito o devido aceno e reverência.


Aprendam por favor; não duro sempre e os Titulares que se seguirem aos actuais já não dispõem destes conhecimentos de experiências feitos asim como da noção de posição social, respeito e obediência.

A bem da Nação, Maria Estrela

Anónimo disse...

Lina
O problema não está só em a ministra não ser titular.
O facto de agora os directores das escolas poderem não ser titulares também está mal.
A Ordem dos Titulares de via intervir, nem que fosse escrevendo um artigo no jornal da Ordem.

Anónimo disse...

devia

Senhor Titular disse...

Manifestando a minha total concordância com o conteúdo do texto ("post" é um termo para ser usado pelo "povo", não por um "Titular"), mesmo com a frase "O seu tamanho varia consideravelmente", gostaria contudo de enriquecer o fluxo de ideias (debate também é demasiado popularucho).
Há, contudo, ovos que, não tendo estatuto para se estatelar num qualquer prato, principalmente de um Titular, poderão ter assim destinos diferentes.
Por exemplo, ovos chocos ou com salmonelas, ou ainda ovos de dinossauro.
Estes, principalmente os últimos, deveriam poder ser arremessados a determinados objectivos, os quais seriam determinados em função das necessidades de cada momento.

Senhor Titular disse...

Não por esquecimento (um Titular nunca se esquece), mas apenas para completar a anterior ideia, acrescento o seguinte:
Assim, se poderia reutilizar um produto, prosseguindo a nobre política dos 3RR (ou, prosaicamente para que o povo entenda, 3R's), de Reduzir, Reutilizar e Reciclar, em nome da salvação do planeta, tão desgastado pelos não Titulares que, enfim, nos vão servindo.

Irrelevante disse...

Este homem (o Senhor Titular) também é titular!!!

Anónimo disse...

Não gastem ovos! Usem pedras!

Anónimo disse...

Concordo com o anónimo das 20:48. Ovos são mal empregues na cabeça da Ministra, mas uns calhaus até que davam jeito e ficava mais barato.

Prof. Indignado

Anónimo disse...

Podemos sempre organizar um CEF de calceteiros, assim as pedrinhas estavam sempre à mão.

Maria Estrela disse...

Na minha qualidade de Titular supervisionarei os desenhos da calçada portuguesa!

Grão-Titular disse...

A Ilustre Colga Titular Maria Estrela tem efectuado aqui neste espaço um magnífico serviço em prol do ensino e da educação. Muito louvo a sua colaboração, o seu comentário sobre como se deveria receber a Srª Ministra da Educação até me fez vir as lágrimas aos olhos.
Também me parece muito importante a sua preocupação sobre os desenhos a efectuar em calçada portuguesa... Muito bem e muito obrigado em toda a linha por tão providente participação. Não tenho dúvida que é Deus que guia a sua pena.

Maria Estrela disse...

Sempre disponível para o que o mui nobre Grão Titular entender como relevante.
Importa referir que, mesmo um Titular, reconhece devidamente, a nobreza da hierarquia.
É isso que nos distingue. O berço!

D.Adão de Titular e Caixa Alta disse...

No melhor pano cai a nódoa! Ontem deixei um comentário no "post" errado. Eu Titular me confesso, "mea culpa". Vou já flagelar-me, para que não me expulsem da ordem.
--
E o comentário era o seguinte:

Meus caros, parece-me pouco sensato admitir, por um só instante que seja, que de facto tenha havido alunos que atiraram ovos à Srª Ministra.
A lógica mais elementar leva-nos a concluir que se tal tivesse acontecido esta ordem ter-se-ia erguido , com toda a sua força, e em defesa da honra a dar a vida pela sua mãe criadora, a mãe de todos os titulares. Tal não aconteceu, como se sabe. Portanto,esse suposto acto vil não passa disso mesmo, uma suposição. E passo a explicar : não se esqueçam que o ano lectivo ainda dava os primeiros passos, e que os alunos não tinham tido ainda tempo de atingir as metas cognitivas, preconizadas pelas reformas do sucesso, e muito particularmente na disciplina de Português. Embora os alunos sejam dum modo geral "munta fixes" o certo é que tem "bué" de dificuldades ao nível do vocabulário; na melhor das intenções, um grupo de digníssimos titulares, ainda sem o enquadramento da nossa ordem, achou por bem, como medida de gratidão para com a Srª Ministra que os pariu ( aos titulares ) sugerir aos seus alunos que a ovacionassem. E foi o que aconteceu. Os putos (com bué de deficiências vocabulares) entenderam mal.E logo vieram a terreiro os maledicentes falar de manipulação. Mentira ! O que houve foi excesso de zelo, por má compreensão da mensagem.
Assim, repondo a verdade dos factos e defendendo os nobres valores da nossa titularidade, deve ser dito, que a NOSSA MÃE TITULAR foi vítima de uma merecida ovação.

Anónimo disse...

você é, no mínimo, um badalhoco!

Grão-Titular disse...

A Inveja é um sentimento feio...

Anónimo disse...

Pobre Grão Ignorante...aproveite as suas férias para descansar. Pode ler, meditar...vá mesmo nadar...

Anónimo disse...

voces nao percebem nada

Anónimo disse...

voces falam falam falam mas nao dizem nem fazem nada